Código ANEEL: 0393-003/2010

Titulo do Projeto: Produção em massa de mosquitos Culex quinquefasciatus (Diptera: Culicidae) e utilização da técnica SIT (insetos estéreis): Método de controle e avaliação de variáveis para monitoramento da população de mosquitos no Rio Pinheiros.

Objetivo: Produção de Inseto estéril para controle de insetos no Rio Pinheiros. A técnica poderá ser uma proposta de controle de insetos de interesse médico em reservatórios e rios de outras localidades do país, atendendo necessidades específicas do setor elétrico.

Síntese: Os mosquitos têm sido intensamente estudados desde o final do século XIX quando foram pela primeira vez relacionados à transmissão de patógenos ao homem. As atividades referentes ao controle de insetos no Canal do Rio Pinheiros, na cidade de São Paulo, vem sendo intensificadas desde o ano de 2004, sendo utada em parceria com diversos órgãos no âmbito Municipal e Estadual.

A EMAE frequentemente é alvo de diversas reclamações e questiontos sobre as atividades de manejo do Canal do Rio Pinheiros e em especial sobre a infestação de insetos da espécie Culex quinquefasciatus, transmissor de filariose e febre do Nilo Ocidental.

A intensificação das atividades de retirada das plantas aquáticas e resíduos no Canal Pinheiros são atividades desenvolvidas pela EMAE que contribuem significativamente para o controle de insetos, porém para melhorar o sucesso dessa atividade é de suma importância a inserção de novas técnicas de controle ambiental que promova um manejo integrado de áreas infestadas.

Neste sentido, desde 2005 a EMAE vem discutindo com pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da USP, o poder público (Sub-Prefeituras do Município de São Paulo, Ministério Público de São Paulo) entre outras instituições responsáveis pelo controle de vetores, uma proposta de trabalho integrado para buscar uma solução técnica de baixo impacto ao meio ambiente para controlar a explosão demográfica de insetos no Canal Pinheiros.

Assim, a EMAE preocupada com o risco de proliferação do Cx. quinquefasciatus em seus lagos e no Rio Pinheiros desenvolveu no ano de 2009 uma parceria com a Faculdade de Saúde Pública da USP um projeto de P&D ANEEL, que visa a utilização da técnica de insetos estéreis (SIT- Sterile Insect Technique) para reduzir a população deste inseto.

O laboratório financiado pela Empresa terá área para produção controlada desta espécie alvo e para esterilização das pupas de insetos macho (que não se alimentam de sangue), que serão submetidas ao processo de esterilização com radiação ionizante com vistas à perda de sua capacidade reprodutiva. Em gaiolas especiais, esses insetos completarão seu ciclo de vida, depois serão analisados num rigoroso controle de qualidade e liberados no ambiente.

No ambiente os insetos não obterão sucesso no processo de fertilização das fêmeas, interrompendo assim o ciclo de vida da espécie alvo. A produção em massa de machos estéreis tende a fazer uma drástica queda na densidade populacional diminuindo o risco de transmissão de doenças e desconforto a população

Prazo ação: 24 meses

Data Início: 21/07/2010

Data Término: 31/05/2013

Entidades Parceiras: Universidade de São Paulo – Faculdade de Saúde Pública da USP