Plano Estratégico

O plano estratégico da Emae foi elaborado visando contemplar às necessidades dos projetos de Pesquisa desenvolvidas, nos segmentos cujo foco refletem o interesse da empresa.

Temas escolhidos pela EMAE para realização dos projetos de pesquisa e desenvolvimento:

FA – Fontes nativas de Geração de Energia

Geração de energia a partir do biogas oriundo de resíduos sólidos urbanos, observando a experiência adquirida pela empresa com estudos para a geração de energia a partir da queima de resíduos sólidos, na geração de energia termoelétrica, como forma de contribuir para o saneamento ambiental e para a valorização energética de um recurso pouco utilizado no país para tal fim, contribuindo para a introdução de uma nova fonte de energia na matriz energética brasileira.

MA – Meio Ambiente

Desenvolver pesquisas como forma de minimizar, mitigar e até mesmo reverter impactos ambientais sobre a fauna e flora, recursos hídricos, poluição do ar e solo. Dentro deste foco destacamos trabalhos na área de biologia, ecologia, química aplicada, gerenciamento de resíduos, gestão de riscos entre outras formas de impactos que afetam o setor elétrico e possam limitar a geração de energia. Como medida para contribuir com a diminuição dos impactos sobre o meio ambiente e o clima, nossas pesquisas também estarão focadas em soluções energéticas de baixo impacto, como a geração de energia por biomassa, aproveitamento eólico, solar e de resíduos sólidos urbanos e industriais.

OP – Operação Sistemas.

Desenvolvimento de modelos para a otimização de despacho hidrotérmico, representa a participação da empresa em otimizar modelo computacional que contemplem avanços metodológicos no cálculo da política operativa, no cálculo da simulação da operação, na geração de cenários sintéticos de ENAs e/ou Vazões e na incorporação de funcionalidades importantes para o planejamento da operação de sistemas hidráulicos de grande porte.

OU – Outros temas

As metodologias e critérios desenvolvidos neste projeto poderão servir de base para aprimoramento dos processos de licitação de expansão da geração a serem realizados no futuro, resultando em um aumento da oferta que leve em conta o atendimento a todos os objetivos apresentados da maneira mais eficiente possível.