Programa de Recuperação das Áreas Degradadas

 

Em função do crescimento desordenado da região metropolitana de São Paulo, existe uma pressão urbana para ocupação das áreas da EMAE existentes nas bordas do Reservatório Billings. Com o objetivo de preservação dessas áreas, a EMAE criou um modelo de integração com as comunidades locais, utilizando as áreas suscetíveis a invasões e degradações, as margens da represa. O objetivo é a recuperação da área de borda do manancial, promovendo o uso do espaço pela comunidade de forma sustentável e condizente com a lei, do ponto de vista ambiental.

Para o desenvolvimento dessa proposta, buscou-se compatibilizar os conceitos de preservação ambiental com as necessidades da comunidade local, em especial espaços para lazer. Dessa forma, a primeira experiência integrou adensamento vegetal da área com a instalação de pista de caminhada e equipamentos de lazer e de educação ambiental. Essa visão foi ampliada, consolidando-se em “Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas”, cujo objetivo é se ampliar gradativamente pela orla do Reservatório Billings.

A identidade desses projetos se reside no formato de gestão integrada que a EMAE faz junto com a população e com os órgãos governamentais e não governamentais, de forma planejada, por meio de mutirões, estimulando o comprometimento das partes envolvidas, garantindo maior perenidade ao projeto.

Os resultados alcançados são positivos, pois as áreas estão sendo protegidas e, em alguns casos, a mata ciliar esta em recuperação.